5 crianças empreendedoras inspiradoras!

O Brasil ainda está desenvolvendo a cultura empreendedora como um todo, mas ainda está engatinhando em termos de empreendedorismo infantil, apesar dos esforços de organizações e instituições sérias e competentes, como a Júnior Achievement – principalmente se comparado aos Estados Unidos e Europa, por exemplo. Os negócios variam de nicho e pode-se encontrar desde um salão de cabeleireiros a serviços mais elaborados como consulta cpf gratis online.

Que fique claro que ninguém aqui está falando em trabalho infantil, em que a criança deixa de estudar e brincar para ajudar no sustento da família. A ideia é passar conceitos de empreendedorismo para que aqueles que sintam vontade possam explorar seus potenciais.

Quem lembra dos filmes americanos em que crianças aparecem vendendo cookies de porta em porta? Ou limonada na frente de casa? Ou ainda trabalhando de baby sitter? Essa cultura trabalhadora é bem comum por lá e começa bem cedo, por isso é comum ter casos como os listados aqui!

Pensando no Dia das Crianças, o Jogo de Damas reuniu 5 cases incríveis para inspirar pessoas de todas as idades!

Neha Gupta – Empower Orphans

Desde cedo, Neha viajava para Índia com a família para visitar os avós e levava comida e presentes para crianças órfãs. Em 2005, quando tinha apenas 9 anos, ela decidiu fazer mais e passou a vender artesanato em eventos no bairro para levantar fundos para comprar livros para as crianças. Conheça o cartão digital interativo.

A partir disso, ela fundou a própria ONG: Empower Orphans. Hoje, aos 17 anos, Neha já conseguiu mais de $1 milhão em doações, recebeu diversos prêmios e tem conseguido fazer a diferença.

Amaya Selmon e Jaden Wheeler – Kol Kidz Sno Konez

Sabem brigas de irmãos? Pois bem, aqui não é o caso. Esses dois irmãos são sócios e começaram a fazer raspadinha de gelo na frente de casa em 2011. E deu certo.

Hoje eles têm um caminhão em Memphis, já saíram no renomado Huffington Post, e oferecem cachorro-quente e nachos, além de trabalhar em eventos privados também. Nada mal para quem ainda não chegou na adolescência, né?

Madison Robinson – Fish Flops

Em 2006 Madison quis criar uma marca que unisse sua paixão por natação, pesca e desenho.

Assim nascia a Fish Flops, empresa focada no comércio de chinelos para o público infantil e que já garantiu à sócia um faturamento de mais de 1 milhão de dólares, que estão sendo economizados para a faculdade da jovem empreendedora que hoje tem apenas 15 anos.

Madie, como gosta de ser chamada, já está expandindo os negócios. Além dos chinelos, ela também vende roupas, bonés e livros que escreve. Visionária!

Lizzie Marie Likness – Lizzie Marie Cuisine

Lizzie Marie queria fazer aulas de equitação quando tinha 6 anos e, para pagar pelas aulas, começou a vender pães e bolos assados em casa para fazendeiros locais.

Com o tempo, Lizzie descobriu que cozinhar era sua paixão e construiu um site, o Lizzie Marie Cuisine, com vídeos para ajudar outras crianças a comer melhor. Hoje Lizzie tem 13 anos, dá aulas de culinária e já apareceu inclusive no “Rachel Ray Show”.

Leanna Archer – Leanna’s Hair

A partir da receita secreta da bisavó, Leanna começou aos 9 anos a própria empresa, Leanna’s Hair, que vende uma linha de produtos naturais para tratamento de cabelo, que inclui shampoos, condicionadores, óleos, tratamentos, hidratantes.

A empresa vende para todos os países e busca crianças para ser os representantes, afinal Leanna se orgulha do seu status de jovem empreendedora. A empresa e a CEO já foram notícia em diversas revistas de negócios como a Forbes, INC e a Success Magazine.

Leanna também iniciou um projeto social que ajuda a construir escolas e ambientes de aprendizado seguros para crianças no Haiti.

E você? Que tal começar a passar pequenas lições de empreendedorismo para seus filhos? Mesmo que eles não venham a ter o próprio negócio, as grandes empresas de hoje valorizam cada vez mais o comportamento empreendedor.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *